ARAMIX, de Porto Velho, automatizou o sistema de precificação de sua loja ao adotar as etiquetas eletrônicas coloridas da Seal Sistemas e melhora a experiência de compra dos consumidores

O Grupo Arasuper, maior rede de supermercados da Região Norte do país, iniciou o processo de modernização tecnológica de suas lojas com objetivo de melhorar a experiência de compras de seus clientes. A primeira fase desse processo ocorreu com a transformação do sistema de precificação da unidade localizada em Porto Velho, capital de Rondônia. O ARAMIX, que atende no conceito atacarejo, adotou as etiquetas eletrônicas da Seal Sistemas, principal integradora do país, para suprir as etiquetas de papel.

“As etiquetas de papel passavam um aspecto de desgaste e não eram atrativas para o consumidor”, disse Wendel Barros Marino, Gerente de TI do Grupo Arasuper. O executivo ressalta que a substituição pelas etiquetas eletrônicas coloridas da Seal permitiu um ganho no visual na loja e a “aceitação dos clientes foi imediata”.

Outro benefício para o consumidor é a qualidade de informação para o cliente. Marino destaca a diferença de contar com um dispositivo padronizado. “Em uma operação de atacarejo, com três opções de preços [varejo, a partir de, e atacado] as informações não eram claras e recebíamos, constantemente, reclamações de clientes que não estavam conseguindo identificar os preços nas gôndolas. Agora, com um sistema padronizado e de fácil visualização, facilitou a compra do consumidor”, explica o gerente, que ressalta também que os dispositivos eliminaram a consulta de valores com os colaboradores da loja.

A produtividade foi uma das vantagens para a loja, que passou a realocar os colaboradores para atuar em funções mais estratégias da operação.  Outro benefício das etiquetas eletrônicas é a agilidade. A integração entre gôndola e caixa, permite a troca de preços, o impute de informações técnicas sobre o produto, dados sobre promoções, informações gerenciais como estoque e tudo em tempo real. Benefícios como esses ajudam no aumento das vendas e por consequência garantem um retorno de investimento mais rápido.

 

O ARAMIX adquiriu 5.800 etiquetas eletrônicas e o Grupo pretende levar para outras unidades da rede. “Estamos satisfeito com a solução da Seal e vamos estudar a possibilidade de implementar o projeto em outras lojas”, afirma Marino.

Foto durante a feira Abras 2017, da esquerda para a direita estão:

Aldenor Araujo – Sócio Proprietário do Supermercado Araujo

Neto do João Batista Lohn – Supermercado Imperatriz

Guilherme Nascimento – Gerente de Negócios da Seal

Francisco Chagas – Diretor de Operações do Supermercado Araujo

Wagner Bernardes – CEO da Seal

Wendel Barros Marino – Gerente de Tecnologia do Supermercado Araujo

Júlio Cesar Lohn – Diretor Comercial do Supermercado Imperatriz

Carlos Alberto Ferreira – Diretor Conselheiro da Seal

João Batista Lohn – Sócio Proprietário do Supermercado Imperatriz

Sobre a Seal Sistemas

A Seal é uma integradora de soluções que atua há mais de 29 anos no mercado de computação móvel e captura automática de dados.  A companhia traz soluções do mercado internacional e as desenvolve no Brasil, adaptando à realidade local para melhorar a produtividade e o dia a dia de grandes empresas de varejo e indústria. A Seal foi a responsável por introduzir e difundir no Brasil a cultura de utilização do código de barras, tendo desenvolvido também o primeiro projeto piloto de RFID (identificação por radiofrequência) da América Latina.

Além disso, também oferece ao mercado as seguintes soluções: ESL (etiquetas eletrônicas de prateleira), Voice Picking (coletores de dados por comando de voz), VBI (Vídeo Business Intelligence), RFID e soluções tradicionais para captura automática de dados (impressoras, leitores de código de barras e infraestrutura para redes sem fio locais e metropolitanas), softwares para gestão de operações de lojas, gerenciamento de performance, entre outros.

Para mais informações, acesse www.seal.com.br