A pandemia do novo coronavírus tem feito as pessoas correrem em supermercados e outras lojas para comprar os itens que julgam necessários em uma situação de distanciamento social. Na última semana, a ABRAS – Associação Brasileira de Supermercados afirmou que não há problema de desabastecimento, mas sim de reposição. A reposição tanto de estoque quanto de gôndola, já é um desafio bem conhecido no varejo, e neste momento deve ser encarado com ainda mais atenção.

No nosso artigo anterior, demos 7 dicas para reduzir ruptura de exposição de produtos em loja, que na linguagem do varejista, ruptura é quando falta na gôndola o produto que o consumidor veio comprar. Em momentos incertos como esse que estamos passando, a falta de determinado item na gôndola passa a sensação de que o produto está em falta no mercado como um todo, causando angustia no consumidor.

Após identificada a ruptura, o supermercado precisa ter uma equipe ágil e preparada para realizar a reposição de produtos nas gôndolas no menor espaço de tempo possível. Sem dúvida treinar os colaboradores é uma necessidade para manter a loja organizada e funcionando corretamente, mas nós temos outras dicas para tornar a execução dessa tarefa mais eficiente:

1 – Crie processos

Para manter a loja organizada e os produtos sempre nas gôndolas, é essencial que toda a equipe esteja ciente da rotina da loja, conheça os processos e saiba quais tarefas devem realizar e em qual prioridade. Uma boa comunicação interna pode ajudar a dar para a equipe uma visão geral de como a loja funciona e uma explicação direta para cada funcionário sobre as responsabilidades que se esperam dele. Mais para frente neste texto vamos falar como a tecnologia pode ajudar a distribuir tarefas sem furos de execução ou ordem incorreta.

2 – Identifique e disponha de produtos de alto giro

Qual gôndola devo repor primeiro? É muito importante que o varejista conheça as particularidades de sua loja e de seu público, assim ele saberá quais são os itens de maior giro para aquela loja e poderá ficar mais atento na disponibilidade dos mesmos.

Os colaboradores que realizam a tarefa de reposição, também devem conhecer muito bem a loja: quais são os corredores, a localização de cada produto e o planograma, essa visão geral ajudará a realizar a tarefa de reposição de forma mais ágil e assertiva.

3 – Faça da tecnologia sua aliada

Controlar o estoque e a reposição nas prateleiras por meio de papel não é a opção mais confiável, pois os papéis podem se perder e o controle dessa tarefa se torna muito mais difícil.

Quem realizou a reposição? Quais produtos foram repostos? Que horas deu início e que horas finalizou a tarefa? Todas essas informações ajudam a monitorar e garantir a qualidade da execução da reposição e, por isso, o melhor caminho é utilizar ferramentas on-line para este controle. Com a tecnologia, esse processo se torna muito mais rápido, eficiente e reduz a probabilidade de erros.

O Kairos Store, é um sistema de gestão de execução de tarefas operacionais de equipe desenvolvido pela Seal, que monitora em tempo real as ações necessárias na loja, de forma automática. Veja nas próximas dicas como o Kairos Store pode tornar a tarefa de reposição muito mais simples.

 4 – Reposição de gôndola automática

Com o Kairos Store integrado ao sistema de PDV da loja, é possível acompanhar o movimento de vendas e assim gerar a tarefa de reposição de gôndola de forma automática.

Imagine que você já identificou que o produto A é um produto de alto giro na sua loja e pelo seu planograma o estoque de exposição é de 130 unidades, ou seja, na sua loja cabem 130 unidades expostas na gôndola. Mas hoje já passaram pelo PDV 80 unidades, que já foram vendidas e restam em exposição apenas 50.

Automaticamente o Kairos Store gera uma tarefa de Picking, e um operador é direcionado a fazer a separação do produto A no estoque e sua reposição na gôndola. Assim um produto de alto giro nunca ficará com unidades em exposição abaixo do pré-definido pelo varejista. Consequentemente esse produto não entrará em ruptura na gôndola se houver unidades dele em estoque.

5 – Reposição de gôndola pró ativa

Agora pense em lojas lotadas, o produto A de alto giro já está em falta na gôndola, mas o ponto de venda ainda não acusou nenhuma venda dele para o sistema pois os produtos ainda estão nos carrinhos dos consumidores pela loja.

Em situações como essa a melhor opção é a Reposição de gôndola pró ativa, nesse módulo um operador da loja treinado e selecionado para essa tarefa passa pelos corredores identificando quais prateleiras estão vazias. Ao localizar um produto em ruptura o operador pode solicitar através de seu dispositivo móvel a reposição do mesmo, tornando a tarefa mais assertiva e o tempo de falta do produto na gôndola muito menor.

Como pudemos ver, a tarefa de reposição é essencial para manter uma loja funcionando e em tempos adversos como o de hoje uma reposição mais eficiente pode fazer toda a diferença para o consumidor.

Quer saber como o Kairos Store pode otimizar a execução das tarefas diárias de sua loja?

Solicite uma demonstração!